Vantagem de Biden sobre Trump é a maior para uma semana antes das eleições em 24 anos

Site FiveThirtyEight faz a média de pesquisas nacionais e mostra democrata 9,1 pontos à frente de republicano e com vantagem na maior parte dos estados-chave

A uma semana das eleições para presidente dos Estados Unidos, o democrata Joe Biden está 9,1 pontos percentuais à frente do republicano Donald Trump, candidato à reeleição. A medição é feita pelo site FiveThirtyEight, que calcula uma média das pesquisas nacionais. Biden tem 52,1% em média nesta terça-feira (27), contra 43% de Trump.

A diferença entre os dois para esse período, segundo o site, é a maior em 24 anos. As eleições nos Estados Unidos acontecem em 3 de novembro.

O levantamento aponta que, em 1996, Bill Clinton marcava 14,7 pontos à frente de seu rival, o republicano Bob Dole a sete dias do pleito. Desde então, essa vantagem de Biden é a maior alcançada por um concorrente.

Mas é bom lembrar que o sistema eleitoral dos Estados Unidos não é de voto direto. Os cidadãos escolhem os delegados de seu estado que, por sua vez, é quem elegem o presidente. O colégio eleitoral é formado por 538 delegados e são necessários 270 votos para a eleição do presidente dos Estados Unidos.

À exceção de Maine e Nebraska, nos demais 48 estados o partido vencedor leva todos os delegados a que a unidade tem direito no Colégio Eleitoral.

Estados-chave

Nesse cenário, o importante é saber as pesquisas em cada estado, especialmente naqueles que não são “fiéis” a um dos partidos, mudando a cada pleito. São considerados os estados-chave. No jargão eleitoral dos EUA, os “swing states”. É normalmente ganhando neles que se consegue a vitória.

Entre eles estão Pensilvânia, Virginia, Michigan e Flórida.

No primeiro, o site FiveThirtyEight mostra uma vantagem de 5,3 pontos de Biden na segunda-feira (26). A Pensilvânia tem 20 dos 538 votos do colégio eleitoral.

Na Virgínia, com 13 delegados, Biden está 11,3 pontos à frente no compilado das pesquisas desta segunda-feira. Com 16 votos no colégio eleitoral, o Michigan também daria vitória ao democrata, segundo as pesquisas, com 8,5 pontos de vantagem no último domingo (25), o dado mais recente disponível.

Mas na Flórida, que deu a vitória ao republicano George W. Bush em 2000 e que tem 29 delegados, a disputa está mais apertada: o democrata tem apenas dois pontos percentuais à frente de Trump – segundo dados da segunda-feira.

Avatar de Fabíola Salani

Fabíola Salani

Graduada em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo. Trabalhou por mais de 20 anos na Folha de S. Paulo e no Metro Jornal, cobrindo cidades, economia, mobilidade, meio ambiente e política.