Entrevista exclusiva com Lula
18 de maio de 2014, 12h57

Venezuela enviará diesel à Palestina como parte de novos acordos de cooperação bilateral

Presidente venezuelano também anunciou o desenvolvimento de centros para programas sociais no território palestino

Presidente venezuelano também anunciou o desenvolvimento de centros para programas sociais no território palestino      

Por Opera Mundi

A Venezuela e a Palestina assinaram convênios, nesta sexta-feira (16/05), para estreitar a cooperação bilateral. Em reunião entre o presidente Nicolás Maduro e seu par da ANP (Autoridade Nacional Palestina), Mahmoud Abbas, decidiu-se que Caracas enviará diesel à Palestina.

“Nasceu a Petropalestina, que é a aliança entre a PDVSA [estatal petrolífera da Venezuela] e a Palestina”, afirmou o chefe de Estado venezuelano, no Palácio de Miraflores, em referência ao contrato para fornecimento de combustível, que segundo ele tinha sido conversado entre Abbas e o falecido presidente Hugo Chávez.Com a assinatura, se concretizará um primeiro carregamento de 240 mil barris de diesel e petróleo para cobrir a demanda palestina de combustível, segundo a AVN (Agência Venezulana de Notícias). Maduro também disse que um convite será feito para que a Palestina seja observadora especial em mecanismos de cooperação como Petrocaribe e Alba (Aliança Bolivariana para os Povos de Nossa América).

“São mecanismos que respondem a problemas concretos do povo: educação, saúde, alimentação, energia, economia e comércio. Identifica problemas, assuntos vitais, e os trabalhamos entre todos, com cada um colocando o que tem de fortaleza e ajudando-nos em nossas debilidades”, disse ele, afirmando que dessa forma a Palestina poderia participar de cooperações nas áreas social, cultural e energética.

Outro dos convênios assinados tem como objetivo evitar a dupla tributação e prevenir a evasão fiscal para facilitar as relações comerciais entre os Estados. Neste sábado, Abbas deve ser reunir com empresários palestinos na Venezuela.

Em sua terceira visita oficial a Caracas para reunião bilateral, Abbas agradeceu ao país latino-americano por “apoiar a Palestina” e ajudar a romper o monopólio de Israel sobre sua economia. “Obrigado à Venezuela por sua resposta às nossas necessidades”, disse, afirmando que há mais de um ano se decidiu a conformação do comitê ministerial venezuelano-palestino que preparou os acordos.

Maduro destacou que um centro palestino-venezuelano está em construção, como parte da Misión Milagro (programa social oftalmológico), e disse que estes centros de saúde binacionais vão se multiplicar. Ressaltou a presença de palestinos entre os estudantes da Elam (Escola Latinoamericana de Medicina) e o “compromisso histórico da pátria venezuelana com a causa palestina”.

Foto: Governo da Venezuela


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum