Fórumcast, o podcast da Fórum
11 de abril de 2017, 14h24

Vizinha se diverte com prisão de ex-secretário de Cabral

“Pedi para os porteiros me avisarem quando esse dia chegasse”, disse uma vizinha de Sérgio Côrtes, que desceu de seu apartamento para filmar, na manhã de hoje, sua prisão. Côrtes, ex-secretário de Saúde do Rio, era homem de confiança de Cabral

Por Redação*

A ânsia de parte da população pelo fim da corrupção passa, necessariamente, por medidas punitivas e exemplares e a mais efetiva delas, no imaginário popular, é o encarceramento. A situação atingiu um nível tão grande no Brasil que chegamos ao ponto de vizinhos comemorarem e se divertirem com a prisão de políticos. Foi o que aconteceu na manhã desta terça-feira (11) no Rio de Janeiro (RJ). Uma moradora do prédio do ex-secretário de saúde do Rio, Sérgio Côrtes, por exemplo, desceu para filmar a prisão do homem de confiança do ex-governador Sérgio Cabral.

“Pedi aos porteiros para me avisarem, a hora que fosse, quando este dia chegasse. Já era para ter acontecido há muito tempo. Não perco por nada este momento”, disse ao jornal O Globo Eliane Antunes, moradora do edifício de alto padrão na Lagoa Rodrigo de Freitas.

Veja também:  ONG faz vaquinha para levar família de Marielle à inauguração de jardim com seu nome em Paris

Côrtes foi preso na manhã desta terça-feira pela Polícia Federal através da força-tarefa, em parceria com o Ministério Público, que cumpriu mandato de prisão também contra os empresários Miguel Iskin, presidente da Oscar Iskin, uma das maiores distribuidoras de material médico, e de seu sócio, Gustavo Estellita Cavalcanti Pessoa. O ex-secretário de Saúde estaria envolvido em esquemas de corrupção com as empresas ao longo da gestão Cabral, que também está preso.

*Com informações de O Globo

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum