Pesquisa revela que 18,4% da população diz que vai participar de atos pró-Bolsonaro

Maioria da população não enxerga justificativa para os atos golpistas do 7 de setembro

Apesar de maioria da população não enxergar justificativa para os atos golpistas do 7 de setembro, há uma parcela significativa que deve se mobilizar em favor do presidente Jair Bolsonaro. É o que mostra pesquisa Atlas Político divulgada nesta segunda-feira, na véspera dos atos.

Notícias relacionadas

Segundo o levantamento, 55,8% acredita que os protestos não são justificados, enquanto 36,4% veem motivação. 7,7% não sabe.

Ainda que seja minoritário, esse grupo que enxerga justificativa parece disposto a atender à convocação de Bolsonaro. Pelo menos a metade, promete estar na rua.

Quando os entrevistados foram questionados pela pesquisa sobre a participação nos atos, 18,4% dos entrevistados disseram que pretendem comparecer. 6,2% disseram que talvez participem. Somados, esse grupo chega a 24,6% – minoritário, porém expressivo em uma manifestação pública.

Os que afirmam categoricamente que não irão às manifestações golpisas são 59,5%. Outros 8,8% disseram que provavelmente não vão se somar. 7,1% disseram que não sabem.

A pesquisa Atlas ainda perguntou se os entrevistados veem risco à democracia. 75,6% afirmaram que sim e apenas 14,6% disseram que não. 9,6% não sabem.

Foram ouvidas 3.146 pessoas pelo instituto. A margem de erro é de 2 pontos percentuais e a confiança é de 95%.

Atos golpistas

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está apostando o seu governo nas manifestações do dia 7 de Setembro. Assim como já havia feito em transmissões ao vivo e manifestações de rua, ele resolveu usar as suas próprias redes sociais na manhã desta segunda-feira (6), para convocar a população para os atos.

Publicidade

Ele vem provocando o Supremo Tribunal Federal (STF) e alguns setores do Congresso há meses, mantendo a agenda política da nação atrelada a uma tensão artificial: ele quer colocar o sistema democrático do país em xeque, minando a credibilidade de outras autoridades, numa tentativa desesperada de recuperar algum prestígio, uma vez que seu governo derrete em meio à incompetência generalizada na administração, às desastrosas gestões na pandemia e na crise econômica e aos sucessivos escândalos de corrupção envolvendo aliados, filhos e até ele próprio.

Confira aqui a pesquisa na íntegra

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Lucas Rocha é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e cursa mestrado em Políticas Públicas na FLACSO Brasil. Carioca, apaixonado por carnaval e pela América Latina, é repórter da sucursal do Rio de Janeiro da Revista Fórum e apresentador do programa Fórum Global

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR