Lula amplia vantagem sobre Bolsonaro, que é rejeitado por 54%, diz XP-Ipespe

Pesquisa mostra que, em um mês, Lula aumentou em quatro pontos a vantagem sobre Bolsonaro. Na simulação de segundo turno, Lula vence Bolsonaro por 51% a 32%

Lula e Bolsonaro - Foto: ReproduçãoCréditos: Ricardo Stuckert / Presidência da República
Escrito en POLÍTICA el

Nova rodada da Pesquisa XP-Ipespe divulgada nesta terça-feira (17) pela coluna Radar, da revista Veja, mostra que Lula (PT) continua aumentando a vantagem sobre Jair Bolsonaro (Sem partido) nas simulações da disputa presidencial em 2022.

Enquanto isso, o atual presidente vê aumentar cada vez mais sua rejeição, que bateu 54%, dois pontos a mais do que no estudo anterior, divulgado em julho. Os que consideram bom ou ótimo oscilaram de 21% para 20% e os que consideram a atuação de Bolsonaro regular foram de 25% para 23% - 2% não opinaram.

Eleições
Na simulação de primeiro turno realizada em agosto, a pesquisa XP-Ipespe mostra crescimento de dois pontos porcentuais de Lula, que marca 40% das intenções de voto.

É a quinta pesquisa desde março, quando tinha 25%, que o petista registra aumento de adesões à sua candidatura.

Bolsonaro caiu dois pontos desde a última sondagem e agora tem 24%. Ciro Gomes (PDT) tem 10%, seguido por Sérgio Moro, com 9%. Luiz Henrique Mandetta (DEM) e Eduardo Leite (PSDB), apostas do Centrão, somam 4% cada um.

No cenário com João Doria no lugar de Leite, o governador paulista chega a 5%. O recorte inclui ainda o apresentador José Luiz Datena (PSL), que marca os mesmos 5%, e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM), que tem 1%.

Neste cenário, Lula tem 37% contra 28% de Bolsonaro.

Na pesquisa espontânea, quando não são revelados os nomes dos candidatos, Lula passou de 25% para 28%. Bolsonaro manteve os mesmos 22%.

Na simulação de segundo turno, Lula vence Bolsonaro por 51% a 32% - 17% declaram voto branco ou nulo.

O Ipespe ouviu mil eleitores entre os dias 11 e 14 de agosto em todo o país. A margem de erro é de 3,2 pontos para mais ou para menos.