“A denúncia é inepta”: Justiça de SP rejeita acusação contra Lula e seu irmão, Frei Chico

"Nada, absolutamente nada existe nos autos no sentido de que Lula, a partir de outubro de 2002 pós-eleição foi consultado, pediu, acenou, insinuou, ou de qualquer forma anuiu ou teve ciência dos subsequentes pagamentos feitos a seu irmão em forma de 'mesada'", disse o juiz Ali Mazloum em decisão

O juiz Ali Mazloum, da 7ª Vara Federal Criminal em São Paulo-SP, rejeitou nesta segunda-feira (16) denúncia apresentada pelo Ministério Público que colocava o ex-presidente Lula e seu irmão, Frei Chico, como participantes de um esquema de corrupção passiva com a empreiteira Odebrecht.

“A denúncia é inepta. Não seria preciso ter aguçado senso de justiça, bastando de um pouco de bom senso para perceber que a acusação está lastreada em interpretações e um amontoado de suposições”, declarou Mazloum.

A resposta do juiz veio uma semana após a acusação feita pelo Ministério Público de São Paulo, que apontava que Frei Chico recebia uma “mesada” da Odebrecht, a pedido de Lula, para intermediar diálogo entre a empresa e os trabalhadores. Segundo Mazloum, não há nenhuma evidência disso.

“Nada, absolutamente nada existe nos autos no sentido de que Lula, a partir de outubro de 2002 pós-eleição foi consultado, pediu, acenou, insinuou, ou de qualquer forma anuiu ou teve ciência dos subsequentes pagamentos feitos a seu irmão em forma de “mesada” – a denúncia não descreve nem mesmo alguma conduta humana praticada pelo agente público passível de subsunção ao tipo penal”, diz a decisão do magistrado.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR