Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
15 de novembro de 2019, 19h12

ABI entra com ação no STF contra Bolsonaro por obstrução às investigações no caso Marielle

A ABI decidiu entrar com ação após Bolsonaro ter admitido que pegou as gravações da portaria de seu condomínio no Rio de Janeiro

Bolsonaro e a Globo (Reprodução)

A Associação Brasileira de Imprensa (ABI) apresentou notícia-crime ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra o presidente Jair Bolsonaro por suposta obstrução às investigações do atentado que resultou na morte da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes.

A ABI decidiu entrar com ação após Bolsonaro ter admitido que pegou as gravações da portaria de seu condomínio no Rio de Janeiro com objetivo, segundo ele, de atestar que não autorizou a entrada de um dos suspeitos do crime no local.

Na notícia-crime, a ABI afirma que Bolsonaro e filho “acessaram, em data ainda imprecisa, por meios impróprios, elementos probatórios de uma investigação criminal sigilosa e em andamento, os quais poderiam elucidar o iter criminis percorrido pelos principais suspeitos do assassinato”.

A associação diz que a conduta do presidente e seu filho “carece de investigação”. Segundo a ABI, “é imperioso verificar quando e de que modo ocorreu o acesso” às gravações da portaria, e também se a Polícia Civil já havia realizado a coleta e perícia dos áudios, “o que até o momento segue sem razoáveis esclarecimentos”.

PT também entrou com ação

No começo do mês, o PT entrou com o mesmo tipo de ação judicial contra Bolsonaro. Em nota, o PT informa que cobra do presidente do Supremo, Dias Toffoli, que sejam determinadas busca e apreensão de todo o material apropriado por Bolsonaro e seu filho, com a realização de perícia para que sejam verificadas eventuais alterações nas provas.

Com informações do UOL

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum