Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
06 de março de 2018, 20h29

Acusado de ligação com o tráfico, prefeito de Embu foge para o Paraguai, diz jornal

Com um mandado de prisão por lavagem de dinheiro e tráfico de drogas nas costas, Ney Costa pediu afastamento e Câmara aprovou. Na última sexta-feira, teria fugido em uma aeronave clandestina para o Paraguai, antes mesmo do julgamento de um habeas corpus no STF

Acusado de inúmeros crimes e com um mandado de prisão nas costas, o prefeito de Embu das Artes (SP), Ney Santos (PRB), teria, de acordo com TV Bandeirantes, fugido em uma aeronave clandestina para o Paraguai na última sexta-feira (3).

Ele havia pedido afastamento do cargo, alegando “motivos pessoais”, e o pedido foi aceito pela Câmara do município nesta segunda-feira (5). Como o afastamento foi aprovado pelos vereadores, Ney Costa não corre o risco de perder o cargo por abandono.

O político tem um mandado de prisão expedido e está sendo acusado de lavagem de dinheiro, tráfico de drogas, associação ao crime organizado e evasão de divisas. Só estava no cargo até agora por uma liminar concedida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio, no ano passado. A previsão era que o caso fosse julgado pelo STF nesta terça-feira (6), o que ainda não ocorreu. Se a liminar for derrubada, Ney Costa pode ser preso a qualquer momento.

Eleito para o cargo de prefeito em 2017, Ney Santos não apareceu para a posse e foi procurado pela polícia em seus dois primeiros meses de mandato. Ele só assumiu o cargo em fevereiro após a liminar do Supremo.

O prefeito “foragido” foi um dos principais agitadores de manifestações pelo impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff de sua cidade em 2016. Em 2010, Alckmin pediu votos para Ney, então candidato a deputado estadual do PSC.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum