Advogados de Lula pedem suspeição de procuradores do caso dos caças suecos

A alegação principal é que a denúncia a respeito de supostas irregularidades foram idealizadas pela força-tarefa da Lava Jato de Curitiba, declarada incompetente e suspeita pelo STF

A equipe de advogados do ex-presidente Lula ingressou, na noite desta segunda-feira (3), na 10ª Vara Federal em Brasília, com um pedido de suspeição dos procuradores que atuam no caso da compra de caças suecos durante o governo de Dilma Rousseff.

A alegação principal é que a denúncia a respeito de supostas irregularidades foram idealizadas pela força-tarefa da Lava Jato de Curitiba, declarada incompetente e suspeita pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Lula tem depoimento previsto para 27 de maio, no processo da Operação Zelotes. A defesa do ex-presidente reafirma à Justiça Federal que as mensagens apontam que a denúncia foi gestada em Curitiba e, só depois, assumida pelos procuradores Frederico Paiva e Hebert Reis Mesquita, em Brasília. 

O Ministério Público Federal (MPF) acusa Lula de ter participado de negociações irregulares para a compra de 36 caças Gripen, fabricados pela empresa sueca Saab, entre 2013 e 2015. 

Porém, os advogados de Lula afirmam que “a acusação deduzida na denúncia que originou a ação penal em tela foi idealizada pela Lava Jato de Curitiba, dentro de um ‘plano’ que buscava liquidar” o ex-presidente.

Acusação fabricada

Ainda segundo a defesa, as mensagens obtidas pela Operação Spoofing mostram que “para fabricar a acusação, os procuradores de Curitiba recorreram à atuação ilegal da Receita Federal e até mesmo a articulações com autoridades norte-americanas”. 

Os advogados do ex-presidente ressaltam que as mensagens mostram, ainda, que os procuradores de Brasília “combinaram com a Lava Jato de Curitiba até mesmo o conteúdo do depoimento de Antonio Palocci, que foi ouvido como ‘testemunha do juízo’”. 

Publicidade

Com informações da CNN Brasil

Avatar de Lucas Vasques

Lucas Vasques

Jornalista e redator da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR