sábado, 19 set 2020
Publicidade

Aécio Neves deve ser expulso do PSDB se não pedir para sair

O PSDB, que acaba de eleger sua nova direção, deve dar um ultimato ao deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) nas próximas semanas: ou pede licença ou será expulso do partido. As informações são da coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo, deste domingo (7).

Na última sexta-feira (5),  Aécio se tornou réu em seu 9º processo: desta vez por corrupção e obstrução de Justiça no âmbito da operação Lava Jato. O tucano é acusado de pedir e receber propina de Joesley Batista, dono da JBS. Ao acertar o pagamento, o então senador chegou a dizer que os recursos teriam que ser recebidos por “alguém que a gente mata antes de fazer a delação”.

As intenções do PSDB de expulsar Aécio Neves, que acaba de sofrer mais um revés ao se tornar réu na Lava Jato, se fortaleceram com a eleição do grupo do governador de São Paulo, João Doria, para o comando do partido.

Conforme noticiado pela Fórum, Doria conseguiu emplacar Bruno Araújo (PE) na presidência da legenda, derrotando os grupos de outros caciques como os de Geraldo Alckmin e do próprio Aécio. A ala ligada ao governador paulista, que hoje tem mais poder dentro da sigla, defende um novo código interno que pune com expulsão a infidelidade partidária, integrantes condenados criminalmente e dirigentes que constrangerem correligionários em posição inferior.

A ideia é que Aécio se afaste do partido enquanto é investigado.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.