Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
02 de outubro de 2018, 09h38

Agência de classificação S&P Global diz que risco Bolsonaro é maior do que Haddad

"O candidato do PT não é um outsider, mas Bolsonaro é, o que aumenta o risco de incoerência ou de atrasos em ter as coisas feitas depois das eleições", diz o analista de ratings

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O analista de ratings soberanos da S&P Global para a América Latina, Joydeep Mukherji, alertou investidores, nesta segunda-feira (11), sobre a eleição de Jair Bolsonaro (PSL). Em seminário online sobre a região, realizado trimestralmente, ele disse que a eleição de um outsider como Bolsonaro eleva o risco de falta de coerência ou de atrasos na proposição de medidas de ajuste econômico necessárias no Brasil.

“O candidato do PT não é um outsider, mas Bolsonaro é, o que aumenta o risco de incoerência ou de atrasos em ter as coisas feitas depois das eleições”, diz o analista.

O jornal Folha de S.Paulo destaca a leitura da agência de risco para o cenário eleitoral brasileiro no que diz respeito às rejeições dos líderes das pesquisas: “a leitura da S&P é que as taxas de rejeição dos dois candidatos que lideram as pesquisas no Brasil – Bolsonaro e Fernando Haddad (PT) – são altas por razões diferentes, mas ainda é difícil saber quem irá vencer”.

Para ele, há muito a ser feito na agenda do novo presidente –com destaque para a reforma da Previdência– e isso pode afetar diretamente a nota de crédito do país.

“Essa é a nossa preocupação no futuro: o quão rapidamente e efetivamente o novo líder vai lidar com essas questões”, disse.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum