Entrevista exclusiva com Lula
04 de dezembro de 2019, 08h55

Agentes do governo dos EUA visitam TRF-4 para se “atualizarem” sobre a Lava Jato

Laus e Smith conversaram por cerca de uma hora sobre as competências do TRF4 e dos tribunais superiores em Brasília

Foto: TRF-4

O conselheiro para Assuntos Políticos da Embaixada dos EUA em Brasília, Willard Smith, visitou, nesta terça-feira (3), o presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), desembargador federal Victor Luiz dos Santos Laus.

Laus e Smith conversaram por cerca de uma hora sobre as competências do TRF4 e dos tribunais superiores em Brasília. O conselheiro ressaltou que está se atualizando nos recentes casos envolvendo o combate a corrupção no Brasil, como os processos envolvendo a Operação Lava Jato.

A comitiva também foi composta por Rebekah Martinez e Aline Vecchia, conselheira e assistente para Assuntos Políticos e Econômicos no Consulado Americano em Porto Alegre, respectivamente.

O visitante também abordou os julgamentos do Supremo Tribunal Federal (STF) que tem acompanhado, como o que decidiu pelo compartilhamento de dados sigilosos de órgãos de controle financeiro sem prévia autorização judicial.

O desembargador Laus ainda aproveitou a oportunidade para debater as diferenças entre o direito penal norte-americano e o brasileiro, principalmente em relação aos institutos jurídicos do “plea bargain”, nos EUA, e do acordo de colaboração premiada, no Brasil.

No encerramento do encontro, o presidente do TRF4 destacou a importância de órgãos como a Embaixada norte-americana se aproximarem da Justiça e dos tribunais, pois isso possibilita uma maior integração e articulação entre as instituições.

A reunião também contou com a presença do juiz federal auxiliar da Presidência do tribunal, Oscar Valente Cardoso.

Com informações do TRF-4

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum