Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
04 de setembro de 2018, 12h22

Alckmin afirma que não fará campanha ao lado de Aécio

O presidenciável tucano disse ainda que vai se espelhar na reforma tributária implementada nos Estados Unidos, pelo governo Donald Trump

Alckmin. Foto: Sérgio Vale/Secom

O candidato à presidência pelo PSDB, Geraldo Alckmin, afirmou nesta terça-feira (4), em entrevista ao G1 e à rádio CBN, que não fará campanha ao lado do senador tucano, ex-presidente do PSDB e atual candidato a deputado federal, Aécio Neves.

“Eu não vou estar com o Aécio porque não existe palanque”, enfatizou Alckmin. “Não vou [fazer campanha ao lado dele]”, complementou.

Aécio Neves é alvo de oito inquéritos e uma ação penal no Supremo Tribunal Federal (STF). Ele também é investigado a partir da delação dos executivos e donos da JBS. Há cinco inquéritos abertos a partir das delações da empreiteira Odebrecht e mais dois a partir das delações do senador cassado Delcídio do Amaral.

Alckmin disse que o partido tomou “todas as medidas” cabíveis à época que surgiram as denúncias contra Aécio, ainda que, na ocasião, o senador mineiro tenha se licenciado temporariamente do comando da legenda.

Seguindo os passos de Trump

O presidenciável tucano disse ainda se espelhar na reforma tributária implementada nos Estados Unidos, pelo governo Donald Trump, para tentar reduzir o imposto de renda das empresas, para tornar o ambiente econômico brasileiro mais atrativo para investidores estrangeiros.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum