Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
02 de agosto de 2018, 22h48

Alckmin diz na GloboNews que Ana Amélia é a “vice dos sonhos”; saiba quem é

Apelidada de "véia" na lista da Odebrecht, Ana Amélia parabenizou ruralistas por agressões contra petistas e associou o povo árabe ao terrorismo; antes da "vice dos sonhos", Alckmin tentou Josué Gomes, que negou

Foto: Divulgação/Assessoria Ana Amélia

Em sabatina de jornalistas da GloboNews, na noite desta quinta-feira (2), o pré-candidato à presidência pelo PSDB, Geraldo Alckmin, afirmou que a senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) é a “vice dos sonhos”.

A fala se deu como resposta a uma pergunta sobre as denúncias de corrupção de quadros dos partidos de direita que a mídia tradicional chama de “centrão” e que fecharam aliança com Alckmin.

“Temos em todos os partidos ótimos quadros. Eu tenho a vice dos sonhos que é a Ana Amélia. Todos os meus concorrentes tentaram fazer essa aliança, é que não conseguiram”, disse o tucano. Segundo ele, “se alguém cometeu algo ilícito, vai ter que responder”.

Antes da “vice dos sonhos”, no entanto, o tucano chegou a tentar outro vice: o empresário mineiro Josué Gomes (PR), filho do ex-vice-presidente durante os dois mandatos de Lula, José Alencar. Ele negou o convite de Alckmin e do “centrão”.

Ana Amélia, que de acordo com Alckmin é “uma das melhores parlamentares do Senado Federal”, consta em uma lista de doações da Odebrecht divulgada em 2016 sob o codinome “véia”. Ela foi alvo de uma polêmica, recentemente, por parabenizar, em pleno plenário do Senado, as agressões de ruralistas contra a caravana do ex-presidente Lula em seu estado no mês de março. “Quero parabenizar Bagé, Santa Maria, Passo Fundo, São Borja. Botaram a correr aquele povo que foi lá levando um condenado se queixando da democracia. Atirar ovo, levantar o relho, mostra onde estão os gaúchos”, disse, à época, em uma semana em que uma série de ataques e atentados contra apoiadores do ex-presidente petista foram registrados.

Pouco tempo depois, em abril, Ana Amélia foi alvo de inúmeras notas de repúdio de entidades ligadas à causa palestina, árabe e aos direitos humanos por associar o mundo árabe ao terrorismo. O motivo foi uma entrevista que a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, deu à rede internacional Al Jazeera.

Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum