Alguém acredita que esse processo termina com Lula vivo?, indaga presidente do Clube Militar

General Eduardo José Barbosa, que substituiu Hamilton Mourão (PRTB) no comando do clube de reservistas das Forças Armadas, emitiu nota em que diz que "lugar de ladrão é na cadeia… Mas, não no Brasil"

Em nota publicada no site da instituição nesta segunda-feira (8), o general Eduardo José Barbosa, que substituiu Hamilton Mourão (PRTB), atual vice de Jair Bolsonaro, na presidência do Clube Militar do Rio de Janeiro, criticou a decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que anulou as condenações do ex-presidente Lula e afirmou que “novos processos em outras varas são uma artimanha grotesca para que o meliante fique definitivamente impune”.

“Ou alguém acredita que algum desses processos chegará a transitar em julgado (depois de centenas de recursos) com o “paciente” vivo? Lugar de ladrão é na cadeia…. mas não no Brasil onde aqueles que julgam são alinhados políticos daqueles que são julgados”, escreveu o general, alinhado com Jair Bolsonaro, que acusou Fachin de ter “uma forte ligação com o PT”.

Na nota, Barbosa classifica Lula como “maior político criminoso que esse país já conheceu” e que a sentença de Fachin “não convence nem alunos do maternal”.

“Toda a comunidade criminosa do país e seus aliados mundo a fora devem estar festejando a vitória do banditismo”, diz o texto.

Leia a nota na íntegra

LUGAR DE LADRÃO É NA PRISÃO!

Rio de Janeiro, 08 de março de 2021.

Gen Div Eduardo José Barbosa
Presidente do Clube Militar

Publicidade

Depois de muitos preparativos para suavizar a notícia, como retirada de provas dos processos, acabar com a prisão em segunda instância, libertar inúmeros condenados, entre outros, finalmente, um único ministro, dentre aqueles que sempre votam a favor dos corruptos, indiferente à boa índole da maioria da população brasileira, fez aquilo que todos já sabiam: anulou todas as condenações do maior político criminoso que esse país já conheceu. A desculpa encontrada não convence nem alunos do maternal. Novos processos em outras varas são uma artimanha grotesca para que o meliante fique definitivamente impune. Ou alguém acredita que algum desses processos chegará a transitar em julgado (depois de centenas de recursos) com o “paciente” vivo? Lugar de ladrão é na cadeia…. mas não no Brasil onde aqueles que julgam são alinhados políticos daqueles que são julgados. Toda a comunidade criminosa do país e seus aliados mundo a fora devem estar festejando a vitória do banditismo.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR