sexta-feira, 18 set 2020
Publicidade

Aos gritos, Paulo Guedes reclama de “desarticulação” do PSL no Congresso, dizem deputados

Coluna Painel, da jornalista Daniela Lima, na edição desta quarta-feira (27) da Folha de S.Paulo, informa que deputados relataram que o ministro da Economia, Paulo Guedes, reclamou “aos gritos” da “desarticulação do PSL” no Congresso, o que o teria feito desistir de dar declarações na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara.

Leia também
Em reação a Bolsonaro, Câmara aprova PEC de 2015 que engessa poder do governo sobre orçamento
Liderados por donos da Havan e da Riachuelo, empresários bolsonaristas chantageiam: Sem reforma não haverá empregos

Segundo a reportagem, os relatos variam de tom, mas todos dão conta de que ele expressou claramente sua insatisfação com “a desarticulação do PSL”, partido de Jair Bolsonaro.

A guerra entre o governo e o Congresso rachou o PSL. Uma ala da sigla passou a criticar as atuações do líder da legenda, Delegado Waldir (GO), e da líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (SP). O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), também se tornou alvo do grupo.

Parte da bancada do PSL radical participou de reunião chamada pelo líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), nesta terça (26). Nem Joice nem o Delegado Waldir foram ao encontro. Dos 54 deputados, 30 compareceram.

Integrantes da parcela mais inflexível do PSL dizem que o Planalto paga hoje o preço pela posição assumida pela legenda no início do ano, quando declarou apoio à eleição de Rodrigo Maia para a presidência da Câmara.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.