Fórumcast, o podcast da Fórum
13 de março de 2019, 06h29

Após prisão de acusados de matar Marielle, Jean Wyllys diz que estava certo de deixar o país

Para Jean Wyllys, “é preciso entender a trama desse assassinato, é preciso saber se ela está conectada com o resultado das eleições”

Jean Wyllys (Arquivo)

Em entrevista à Mônica Bergamo, na edição desta quarta-feira (13) da Folha de S.Paulo, o ex-deputado Jean Wyllys (PSol), que abriu mão do mandato de deputado federal e saiu do Brasil depois de receber ameaças de morte, disse que o maior “impacto” que sentiu ao receber a notícia da prisão dos PMs acusados pela morte de Marielle Franco “foi mostrar que eu estava certo ao sair do país”.

Segundo Jean, a prisão de acusados do assassinato de Marielle “mexeu muito” com ele. “Foi um dia dificílimo”, afirma.

Ele diz também que foi “enojante” ver o governador do Rio, Wilson Witzel, dar uma entrevista coletiva sobre a morte da vereadora.

Durante a campanha em 2018, Witzel participou de um ato ao lado de correligionários que quebraram uma placa de rua com o nome dela. “Marielle foi difamada pela mesma rede que o ajudou a se eleger. Ele e Jair Bolsonaro foram beneficiados”, diz Wyllys.

Para o ex-deputado, “é preciso entender a trama desse assassinato, é preciso saber se ela está conectada com o resultado das eleições”.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum