Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
06 de janeiro de 2020, 06h50

“As milícias de Rio das Pedras poderão se filiar à Fiesp?”, indaga colunista da Folha

Em artigo, o sociólogo Celso Rocha de Barros faz duras críticas ao servilismo que Paulo Skaf tem submetido o empresariado paulista ao "populismo autoritário" de Jair Bolsonaro e faz uma série de indagações. "A Fiesp é fascista?"

O presidente da Fiesp, Paulo Skaf, e Bolsonaro (Foto: Alan Santos/PR)

Em artigo nesta segunda-feira (6) com o título “A Fiesp é fascista?“, o sociólogo Celso Rocha de Barros, colunista da Folha de S.Paulo, critica duramente o conluio entre Paulo Skaf e Jair Bolsonaro que, segundo ele estaria “amarrando a elite do estado mais dinâmico do Brasil ao que há de mais imundo e atrasado na tradição política brasileira”.

“A vanguarda de nosso empresariado defende o torturador Brilhante Ustra, que introduzia ratos nas vaginas das presas? A locomotiva da nação dá graças a Deus porque Pinochet matou o pai de Michelle Bachelet? Há planos para projetar uma placa rasgada com o nome de Marielle Franco na fachada da sede na Paulista? As milícias de Rio das Pedras poderão se filiar à Fiesp?”, indaga Rocha de Barros, em uma série de perguntas provocativas.

Segundo ele, Skaf busca se alinhar ao “populismo autoritário” de Bolsonaro por não ser capaz de colocar o empresariado paulista no mercado competitivo global.

“Ainda resta a esperança de que Skaf não seja representativo da indústria paulista como um todo. Matéria de Bruna Narcizo publicada nesta Folha em 3 de janeiro mostrou que há industriais insatisfeitos com os movimentos recentes do presidente da Fiesp. Tomara que sejam muitos e que estejam insatisfeitos pelo motivo certo”, diz o sociólogo.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum