Fórumcast #19
26 de março de 2019, 08h54

Ator americano imita Bolsonaro sem querer e faz cola na mão: “ninguém seria estúpido suficiente”

A cena vai ao ar na sétima temporada da série Veep, que satiriza o dia a dia dos políticos americanos

Fotos: Reprodução TV e Divulgação

A série Veep, que satiriza o dia a dia dos políticos americanos, tem uma cena na sua sétima e última temporada que vai chamar a atenção dos brasileiros. Nela, o candidato Jonah Ryan participa de um debate com tópicos escritos à caneta na mão, como fez Jair Bolsonaro em um debate da Rede TV, nas eleições de 2018.

O ator Timothy Simons, que interpreta Ryan na série contou ao Omelete que não sabia da “coincidência”. “Não sabia! Nós ficamos dando tapinhas nas costas uns dos outros aqui, como se tivéssemos bolas de cristal, mas eu queria muito que isso [vida imitando arte] parasse de acontecer. Todo mundo acha que os roteiristas estão fazendo um baita trabalho, e daí, ‘ah, que se dane, você só roubou a ideia do cara’.”

“E pensar que ninguém seria estúpido suficiente para fazer algo como aquilo. E sempre tem alguém assim para fazer esse tipo de coisa antes da gente ir ao ar com a série. O que ele tinha escrito na mão?”, comenta o ator.

Veja também:  Fórumcast #19 - A ira revisionista da Ditadura pregada e propagada por Bolsonaro

A cena acontece no terceiro episódio, durante um debate de candidatos com baixa intenção de voto na corrida presidencial dos EUA; o ex-congressista Ryan faz um estereótipo de caipira sulista sem filtros de correção política. A temporada começou a ser gravada em 15 de agosto de 2018, três dias antes do debate televisionado com a participação de Bolsonaro.

Bolsonaro

Durante o segundo debate entre os presidenciáveis, transmitido em agosto pela Rede TV!, durante embate com Marina Silva (Rede), Jair Bolsonaro foi flagrado olhando uma cola na sua mão direita. Escritas a caneta, as palavras que ele lia eram: pesquisas, armas, Lula.

Com informações do Omelete


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum