sexta-feira, 25 set 2020
Publicidade

Bactéria encontrada em cateter adia alta de Bolsonaro para o fim de semana

O cirurgião Antônio Luiz Macedo informou, no fim da tarde desta quinta-feira (27), que por conta de um cateter infectado, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) não deve receber alta do hospital Albert Einstein nesta sexta-feira (28), como era previsto. A expectativa é de que ele receba alta entre sábado (29) e domingo (30).

A medida é uma precaução, pois os médicos encontraram uma bactéria em um cateter que foi retirado ontem do abdômen do candidato e ele ainda deverá receber antibióticos pela veia nos próximos dias. “Mas sem repercussão para ele”, declarou Macedo. O médico explicou que a bactéria identificada foi um germe simples de pele, de “fácil tratamento”.

Bactérias da pele, tanto do próprio paciente, como do profissional que o manipula, podem contaminar o cateter. Sempre que o acesso é retirado, os hospitais fazem exames na ponta do equipamento, que fica em contato com o sangue, para saber se ela está contaminada.

A nota foi assinada pelo cirurgião Antônio Luiz Macedo, pelo clínico e cardiologista Leandro Echenique e pelo diretor superintendente do hospital, Miguel Cendoroglo. Pouco antes da divulgação, Bolsonaro informou ao UOL que deveria ser liberado na sexta-feira.

Com informações do UOL

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.