Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
21 de março de 2019, 22h28

Bolsonaro admite: “No fundo, não gostaria de fazer a reforma da Previdência”

Jair Bolsonaro evitou o nome de Michel Temer durante transmissão nas redes sociais

Foto: Reprodução/Facebook

Jair Bolsonaro declarou nesta quinta-feira (21), durante transmissão pelas redes sociais, que não gostaria de fazer a reforma da Previdência, em um indicativo de que pensa diferente de Paulo Guedes, ministro da Economia.

“No fundo, não gostaria de fazer a reforma da Previdência. Mas eu estaria sendo irresponsável com o Brasil nos próximos anos”, afirmou Bolsonaro. Ele disse, ainda, que a reforma “vai cobrar menos de quem ganha menos e mais de quem ganha mais” e também defendeu as alterações propostas nas aposentadorias dos militares.

Bolsonaro evitou o nome de Michel Temer, preso nesta quinta-feira (21) e antigo parceiro do atual presidente. Além disso, elogiou Tereza Cristina, ministra da Agricultura, por revogar instruções normativas que permitiam importação de bananas do Equador.

Abordou, também, a tragédia de Moçambique, sua viagem aos Estados Unidos, com visita à CIA, o “acordo” sobre a base de Alcântara, no Maranhão, garantindo que vai manter a soberania nacional.

Cúpula

Bolsonaro está no Chile para participar da Cúpula Presidencial para a Integração da América do Sul. O evento reunirá, além dos presidentes do Brasil e do Chile, os chefes de Estado de Peru, Argentina, Paraguai, Colômbia e Equador.

Participaram da live, além de Bolsonaro, o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, o ministro Augusto Heleno (GSI), o deputado Hélio Lopes (PSL-RJ) e o ministro Wagner Rosário (CGU).

Assistam ao vídeo:


Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum