Bolsonaro anuncia novo Bolsa Família a R$ 300 para tentar barrar avanço de Lula

De acordo com os próprios técnicos do governo, que ficaram surpresos com o anúncio, valor fura o teto de gastos previsto para 2022

Publicidade

Em meio à queda de popularidade e o avanço do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas pesquisas, o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) afirmou nesta terça-feira (15), que o novo Bolsa Família pagará R$ 300 em média para os beneficiários do programa.

O anúncio pegou de surpresa até mesmo os integrantes do governo.

As tratativas das equipes até então eram para reajustar o valor médio do benefício social dos atuais R$ 190 para R$ 250. De acordo com técnicos ouvidos pelo Estadão, o valor proposto por Bolsonaro em entrevista à afiliada da TV Record em Rondônia não cabe no teto de gastos previsto para 2022.

Bolsonaro afirmou que a inflação de produtos que compõem a cesta básica ficou “em torno de 14%”, e alguns itens chegaram a subir 50%. “E o Bolsa Família, a ideia é dar um aumento de 50% para ele em dezembro, para sair de média de R$ 190, um pouco mais de 50% seria (o aumento), para R$ 300. É isso que está praticamente acertado aqui”, disse o presidente.

Bolsonaro afirmou erradamente que hoje “está na casa dos 18 milhões de famílias que recebem o Bolsa Família” (são 14,7 milhões, segundo dados de maio do Ministério da Cidadania), um número “bastante grande”, segundo ele. “Pesa para a União, mas nós sabemos da dificuldade da nossa população. Então a equipe econômica já praticamente bateu o martelo nesse novo Bolsa Família a partir de dezembro, de R$ 300 em média”, reafirmou.

Pesquisa

A mais recente pesquisa XP/Ipespe, divulgada nesta sexta-feira (11), mostra que o ex-presidente Lula (PT) ampliou a sua vantagem sobre Jair Bolsonaro nas intenções de voto do segundo turno de 2022. O levantamento aponta que o petista venceria o atual presidente com uma folga de nove pontos. A diferença era de dois na última pesquisa.

No primeiro turno, Lula aparece quatro pontos à frente de Jair Bolsonaro – uma diferença de três pontos desde o último levantamento, que apontava o petista com 32% contra 28% do ex-militar.

No segundo turno, a diferença chega a nove pontos: Lula cresceu de 42% para 45%. Bolsonaro, no entanto, tomou o caminho inverso: ele caiu de 40% para 36%.

Com informações do Estadão

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR