Bolsonaro diz que “ladrão de nove dedos e seus amigos é que vão contar os votos”

Tentativa desesperada de incluir Lula em sua narrativa de fraude eleitoral aconteceu em meio a discurso recheado de bravatas e frases feitas em Santa Catarina

Em um discurso recheado de bravatas e frases feitas, Jair Bolsonaro (Sem partido) voltou a criticar o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) neste sábado (7) após motociata em Florianópolis, Santa Catarina.

“Bolsonaro sabe que vai perder e tem medo de ser preso”, diz Lula sobre voto impresso

Em mais uma incitação ao processo eleitoral, Bolsonaro agora disse que Lula e seus amigos que farão a contagem dos votos nas eleições de 2022.

“O ladrão de nove dedos e seus amigos é que vão contar os votos dentro de uma sala secreta”, disse Bolsonaro, em tentativa desesperada de incluir Lula na sua narrativa de fraude eleitoral.

Antes, o presidente voltou a atacar Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Não são (SIC) meia dúzia dentro de uma sala secreta que vão contar e decidir quem ganhou as eleições. Não vai ser um ou dois ministros do STF que vão decidir o destino de uma nação”, afirmou.

Apoiadores do presidente levantaram o coro de “Fora, STF”. Ao final Bolsonaro voltou a ameaçar as instituições.

“Eu tenho limites, alguns outros poucos acham que são o dono do mundo. Vão quebrar a cara. Porque nós continuamos jogando nas quatro linhas da Constituição. O outro lado sai de fora dessas quatro linhas para nos atingir. […] Não continuem nos provocando, não queiram nos ameaçar”.

Publicidade
Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR