O que o brasileiro pensa?
21 de novembro de 2019, 14h08

Bolsonaro ganha logo de partido com projéteis de fuzil: “Balas como essas mataram Marielle e Anderson”, diz viúva da vereadora

No lançamento da Aliança pelo Brasil, Bolsonaro acusou o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC-RJ), de “manipular” as investigações sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSol) e do motorista Anderson Gomes para tentar “destruir” a família Bolsonaro

Logo do partido de Bolsonaro feito de balas de diversos calibres - Foto: Reprodução

Monica Benicio, viúva da vereadora Marielle Franco (PSol), comentou nas redes sociais o “presente” recebido por Jair Bolsonaro nesta quinta-feira (21) no ato de lançamento do partido Aliança pelo Brasil, que será presidido por ele e terá como vice-presidente o filho, Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

“Balas como essas mataram Marielle e Anderson”, tuitou Monica Benicio, compartilhando a imagem que mostra o logo do partido de Bolsonaro feito em projetéis de fuzis e armas de grosso calibre.

No evento, Bolsonaro acusou o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC-RJ) de “manipular” as investigações sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSol) e do motorista Anderson Gomes para tentar “destruir” a família Bolsonaro.

“Acabada as eleições, ele [Witzel] colocou na cabeça que seria o presidente da República. E colocou na cabeça que iria destruir a família Bolsonaro, usando inclusive a polícia civil do Rio de Janeiro, na questão do porteiro”, disse Bolsonaro, contando que Witzel o procurou no dia 14 de março para falar que ele era investigado como “um dos possíveis executores” do crime que matou Marielle e Anderson Gomes.

“Ai eu perguntei pra ele, como você sabe se o processo corre em segredo de justiça? Ele vinha manipulando esse processo. Não deu certo com o porteiro, agora jogam para cima do Carlos Bolsonaro, que teve uma discussão com ela na Câmara”, disse Bolsonaro, ressaltando que não seria “burro” de receber os assassinos da vereadora à noite em casa se tivesse participação no crime.

“Se eu tivesse um plano eu ia receber os assassinos na minha casa à noite?”, indagou.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum