Entrevista exclusiva com Lula
04 de julho de 2019, 22h40

Bolsonaro indica para o TSE filho de ex-ministro do Supremo que defendeu Moro

Nome escolhido era a terceira opção em lista entregue a presidente da república

Carlos Mário Velloso Filho, escolhido para vaga no TSE, ao lado de Carlos Velloso, ex-presidente do Supremo Carlos Mário Velloso Filho, escolhido para vaga no TSE, ao lado de Carlos Velloso (Divulgação)

Após seu pai defender o ministro da Justiça, Sérgio Moro, no caso dos vazamentos feitos pelo site The Intercept Brasil em artigos, Carlos Mário Velloso Filho será o novo ministro substituto do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A indicação do seu nome foi feita pelo presidente Jair Bolsonaro e será publicado Diário Oficial desta sexta-feira (5).

O indicado é filho do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Carlos Mário Velloso. Durante a audiência na Câmara, quando teve que dar explicações aos deputados sobre as suas conversas com os procuradores da força tarefa da Lava Jato, Sérgio Moro citou várias vezes as declarações do pai do novo integrante do TSE tentando justificar a sua inocência.

“O ministro Moro apresenta todas as condições constitucionais para ocupar o cargo de ministro de qualquer tribunal superior, inclusive do Supremo Tribunal Federal. Um juiz severo, mas garantidor das garantias individuais. É meu modo de ver. In Moro, I trust.”, declarou Carlos Mário Velloso ao jornal Correio Brasiliense, em junho deste ano.

Velloso Filho não era o nome preferido dos ministros do STF. Na verdade era o terceiro de uma lista de três nomes entregues pelo presidente do Supremo, Dias Toffolli, para Bolsonaro. Antes dele vinham na preferência o professor de direito público Marçal Justen Filho e Daniela Teixeira, ex-presidente da OAB-DF, que recebeu 10 votos dos 11 integrantes da Suprema Corte. A advogada já teve conflitos no passado com o atual comandante do Executivo.

Ainda quando era deputado, Jair Bolsonaro bateu boca com Daniela em uma sessão sobre o combate à cultura do estupro. Recentemente apoiadores do presidente resgataram esse vídeo de 2016 e espalharam pelas redes sociais. Deputadas do PSL, partido do presidente, enviaram uma carta pedindo para que Daniela fosse escolhida para a vaga no TSE.

Carlos Mário Velloso Filho ocupava o cargo de sub-procurador geral da Procuradoria-Geral do Distrito Federal. A escolha dele mantém uma velha prática do judiciário brasileiro de nomeação de filhos de pessoas que têm ou já tiveram cargos importantes dentro dos tribunais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum