terça-feira, 22 set 2020
Publicidade

Bolsonaro ironiza pacto por empregos e Dino responde: Não é tema para o “cercadinho do Alvorada”

O presidente Jair Bolsonaro reagiu com ironia à proposta do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), de discussão de uma agenda nacional para a criação de empregos.

Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (28), sem citar Dino, que a sugestão é contraditória com o que o governador estaria realizando no Maranhão.

“Tem governador agora que quer que eu faça um pacto pelo emprego. Mas ele continua com o estado dele fechado”, disse o Bolsonaro durante conversa com apoiadores na saída do Palácio do Alvorada.

O governador enviou um ofício ao Palácio do Planalto nesta segunda-feira (27) sugerindo que o presidente convoque uma reunião com empresários, centrais sindicais e governadores para planejar a retomada da economia pós-pandemia.

No Twitter, Dinor criticou a resposta irônica do presidente e disse que o assunto não deve ser debatido no “cercadinho” do Alvorada.

“Considero que o desemprego não é assunto a ser tratado com ironias. Espero que o presidente da República leve a sério a urgência de ações efetivas. É impossível tratar do tema no ‘cercadinho’ do Alvorada. Por isso, insisto na ideia do Pacto Nacional pelo Emprego”, afirmou.

Confira:

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.