Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
27 de julho de 2019, 16h08

Bolsonaro nega novamente dados de desmatamento e afirma que questão ambiental “só interessa a veganos”

Após participação em evento do Exército, presidente criticou os dados do Inpe e falou contra a questão ambiental do país

O presidente Jair Bolsonaro negou mais uma vez os dados de desmatamento fornecidos pelo Instituto Nacional de Pesquisa Espaciais (Inpe), neste sábado (27), após participar de um evento do Exército no Rio de Janeiro.

Após a cerimônia, Bolsonaro conversou com a imprensa e expressou o desejo de transformar a baía Angra dos Reis em uma “Cancún Brasileira”, como relatou a Folha. Quando questionado se o meio ambiente não seria necessário para essa tal transformação, o presidente fez um discurso contra a questão ambiental, dizendo que está só interessa “aos veganos que só comem vegetais”.

O instituto divulgou recentemente dados preliminares que mostram desmatamento de mais de 1.000 km² na região da Floresta Amazônica só nos primeiros quinze dias de julho. Esse número apresenta um aumento de 68% na área de desmatamento em relação a julho de 2018.

“É um crime quem fala em preservação ambiental sem ter conhecimento disso”, disse Bolsonaro, que nega a veracidade do levantamento feito pelo Inpe. Ele ainda informou que, na semana que vem, haverá uma “surpresa” sobre o assunto, mas não deu detalhes sobre o que seria.

Bolsonaro também reclamou que a divulgação dessa pesquisa “prejudica” a imagem do país. “No Brasil, parece que os chefes de Estado e alguns fazem campanha contra a sua pátria. Lula em 2002 disse que o Brasil tinha 30 milhões de crianças nas ruas, é uma péssima propaganda contra o Brasil, essa questão ambiental é a mesma coisa”.

“Não estou acusando ninguém, mas queria saber o que une essas pessoas com ONGs interna internacionais”, continuou o presidente. “Quando acabarem os commodities do Brasil, nós vamos viver do que? Do que a gente vai viver? (…) Vamos virar veganos?”

“A questão ambiental, o mundo cresce com 70 milhões de habitantes por ano, o Brasil com um pouco mais de 2 milhões por ano. Outros países com baía não tão exuberante como a de Angra conservam o meio ambiente”, disse Bolsonaro, defendendo o seu ponto de vista.

O presidente pretende alterar o status de Estação Ecológica de Angra, onde ele possui uma casa na Vila Histórica, mas afirma que o motivo é porque “a medida atrapalha o turismo na região”, conforme disse em pronunciamento no dia 8 de maio deste ano.

Vale lembrar que Jair Bolsonaro foi multado em 2012 por pesca ilegal na Estação Ecológica de Angra dos Reis.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum