Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
18 de março de 2019, 11h16

Bolsonaro nos EUA: quando a diplomacia não dá certo têm as Forças Armadas. Vídeo

“O que eu sempre sonhei foi libertar o Brasil da ideologia nefasta de esquerda. Um dos grandes inspiradores meus está aqui à minha direita, o professor Olavo de Carvalho”, disse

Foto: Alan Santos/Presidência da República

O presidente Jair Bolsonaro declarou, em um jantar de conservadores, seu primeiro compromisso oficial nos EUA, na noite deste domingo (17), que “o Brasil caminhava para o socialismo, para o comunismo e quis a vontade de Deus, entendo dessa maneira, que dois milagres aconteceram, um é a minha vida e o outro é a eleição e essa missão que nos foi dada”, contou.

Bolsonaro disse ainda, sob risos: “nós sabemos que quando a diplomacia não dá muito certo, na retaguarda têm as Forças Armadas. O caminho é sempre o mesmo. Sempre estamos juntos. Parece até que estamos de lados opostos, mas não, nós estamos do mesmo lado”, afirmou.

Sobre o seu governo, o presidente disse que “o Brasil não é um terreno aberto onde nós pretendemos construir coisas para o nosso povo. Nós temos que desconstruir muita coisa, desfazer muita coisa para depois, então começarmos a fazer. Que eu sirva para que, pelo menos, eu possa ser um ponto de inflexão já estou muito feliz”, comentou.

Durante o jantar, Bolsonaro se sentou à mesa entre Olavo de Carvalho e o ex-estrategista de Donald Trump, Steve Bannon. A ceia foi na residência do embaixador do Brasil em Washington, Sergio Amaral.

“O que eu sempre sonhei foi libertar o Brasil da ideologia nefasta de esquerda. Um dos grandes inspiradores meus está aqui à minha direita, o professor Olavo de Carvalho, que é o inspirador de muitos jovens no Brasil. Em grande parte devemos a ele a revolução que estamos vivendo.”

Bolsonaro lembrou ainda que quando resolveu se candidatar a presidente, “nem a minha esposa acreditava. A minha campanha foi em cima do preceito bíblico “Conhecereis a verdade que a verdade vos libertará”, lembrou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum