No rastro do crime ambiental nas praias do Nordeste
05 de março de 2019, 16h19

Bolsonaro retuita Marcelo Bretas para defender policiais que matam em serviço

Bolsonaro pediu que o Congresso aprove leis para que agentes de segurança e outras pessoas possam matar "para defender a população".

Foto: Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro compartilhou, nesta terça-feira (5), tuíte do juiz Marcelo Bretas para defender que policiais possam matar em serviço. Bolsonaro pediu que o Congresso aprove leis para que agentes de segurança e outras pessoas possam matar “para defender a população”.

Tudo começou quando Bretas, juiz responsável pela Lava Jato no Rio de Janeiro, retuitou a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo. Mônica havia compartilhado matéria do UOL, segundo a qual 64% das pessoas mortas pela Polícia Militar em 2018 eram pretas e pardas. “Polícia mata”, comentou a jornalista sobre os dados.

“Policiais também morrem … em determinadas circunstâncias, que só podem ser avaliadas casualmente e pelas autoridades competentes, a polícia deve usar a força e eventualmente até mesmo matar. Isso não é novidade. Está na lei”, escreveu o juiz, retuitando a postagem de Bergamo.

O perfil oficial do presidente da República, por sua vez, postou um print do tuíte de Marcelo Bretas e comentou: “Palavras minhas: é urgente que o Congresso aprecie matérias para que os agentes de segurança pública ou não, usem da letalidade para defender a população, caso precisem e estejam amparados por lei para que possamos resgatar a paz diante do terror que vivemos em todo Brasil”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum