sábado, 19 set 2020
Publicidade

Bolsonaro usa grupos de atos contra Dilma como massa de manobra pela reforma da Previdência

Alçados à política partidária após as manifestações de apoio ao golpe parlamentar que resultou na queda da ex-presidenta Dilma Rousseff (PT), os movimentos Nas Ruas e Vem Pra Rua estão sendo usados como massa de manobra por Jair Bolsonaro (PSL) para fazer campanha pela reforma da Previdência.

Segundo informações de Mônica Bergamo, na edição deste sábado (6), representantes dos dois grupos se reuniram com integrantes da equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, na quinta-feira (4).

Uma das fundadoras do grupo Nas Ruas, Carla Zambelli foi eleita deputada federal pelo PSL, partido de Bolsonaro.

Guedes vai colocar funcionários da pasta para abastecer os grupos de informação, para que eles possam insuflar pessoas que os seguem nas redes sociais contra parlamentares que se colocarem contra a reforma.

Os grupos pretendem fazer corpo a corpo com parlamentares e divulgar nas redes o Mapa da Previdência, ferramenta que mostrará a posição de cada parlamentar em relação às propostas.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.