Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
21 de março de 2018, 15h55

Cármen Lúcia recebe membros do “Vem Pra Rua”

O "movimento", que recebeu financiamento da Fundação Lemann para encampar as mobilizações pró-impeachment em 2015 e 2016, se reuniu com a presidenta do STF para solicitar que ela resista à pressão e mantenha sua posição favorável à prisão após a condenação em segunda instância

Foto: Reprodução/Facebook

A presidenta do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, recebeu em seu gabinete no início da tarde desta quarta-feira (21) membros do “Vem Pra Rua”, movimento liderado por Rogério Chequer que saiu às ruas em 2015 e 2016 para pedir o impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff.

Ainda não foi divulgado nem pelo STF e nem pelo Vem Pra Rua como foi a reunião, mas a assessoria de imprensa do “movimento” informou que o objetivo do encontro seria “fazer um apelo para que a ministra resista às investidas dos que querem rediscutir a questão da prisão em segunda instância, decidida pelo STF em 2016”.

“Voltar atrás neste ponto não beneficiaria apenas o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT), mas todos os envolvidos em casos de corrupção e, que assim como o petista, já estão condenados em segunda instância”, enfatiza o grupo.

A ministra anunciou, na abertura da sessão de hoje, que colocará para julgamento do plenário, nesta quinta-feira (22), o pedido de habeas corpus do ex-presidente Lula.

O Vem Pra Rua é recorrentemente criticado, mesmo por simpatizantes da direita, por não ser transparente quanto aos seus financiadores. Em 2015, jornalistas descobriram que a Fundação Estudar financiou e deu apoio operacional ao movimento. A fundação é controlada pelo empresário Jorge Paulo Lemann, sócio da cervejaria Ambev e da rede de fast food Burger King.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum