Fórumcast, o podcast da Fórum
01 de março de 2019, 20h04

Carolina Lebbos confirma liberação de Lula para velório e cremação do neto

O velório começa às 22 horas desta sexta-feira (1), no Cemitério Jardim da Colina, em São Bernardo do Campo (SP), e a cremação está prevista para as 12 horas deste sábado (2)

Foto: Reprodução/Instagram

A juíza Carolina Lebbos, da 12.ª Vara Federal, não teve outra alternativa e não ser liberar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para acompanhar o velório e a cremação do seu neto, Arthur Araújo Lula da Silva, de sete anos.

Lebbos disse, em sua decisão, que os detalhes do deslocamento serão mantidos em sigilo. “Foi autorizada a participação de Lula no velório e que, a fim de preservar a intimidade da família e garantir não apenas a integridade do preso, mas a segurança pública”, informou a nota.

A autorização foi concedida baseada na Lei de Execução Penal, que estabelece a permissão de saída de presos para velórios e enterros de familiares, incluindo descendentes. A força-tarefa se manifestou de forma favorável à ida do ex-presidente ao velório.

Lula vai deixar a sede da superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, e segue para São Paulo em uma aeronave cedida pelo governo do Paraná, por solicitação da Polícia Federal.

O velório começa às 22 horas desta sexta-feira (1), no Cemitério Jardim da Colina, em São Bernardo do Campo (SP), e a cremação está prevista para as 12 horas deste sábado (2). O cemitério é o mesmo onde foi cremada a Dona Marisa Letícia, ex-primeira-dama Marisa Letícia, que faleceu em fevereiro de 2017.

Veja também:  Gilmar Mendes reconhece injustiça em julgamento de Lula e diz que pode haver anulação

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum