Chapa Bolsonaro-Mourão pode ser cassada na próxima semana em julgamento do TSE

Há pelo menos oito ações no tribunal eleitoral que pedem a cassação do presidente e do vice

O novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luis Roberto Barroso – ministro do Supremo Tribunal Federal -, programou para a próxima terça-feira (3) o julgamento de duas ações movidas contra a chapa Jair Bolsonaro-Hamilton Mourão nas eleições de 2018.

Segundo a jornalista Carolina Brígido, do Jornal O Globo, as Ações de Investigação Judicial Eleitoral (Aijes), movidas pelos então candidatos Guilherme Boulos (PSOL) e Marina Silva (Rede), questionam o hackeamento do grupo de Facebook “Mulheres Unidas contra Bolsonaro”, que tinha 2,7 milhões de integrantes.

A página passou a se chamar “Mulheres com Bolsonaro #17” e foi usada pelo então candidato Jair Bolsonaro em sua página oficial. “Obrigado pela consideração, mulheres de todo o Brasil”, escreveu o ex-capitão, à época. Para os autores dos processos, isso seria um indício de participação do ex-capitão.

O relator das Aijes, ministro Og Fernandes, recomendou o arquivamento por acreditar que não há indícios claros de envolvimento.

Na semana passada, Fernandes pediu que a campanha de Bolsonaro e o Ministério Público Eleitoral opinem sobre a possibilidade do STF compartilhar as provas do inquérito das fake news com o tribunal eleitoral. Há ainda outros seis processos no TSE contra a chapa vencedora do pleito de 2018.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR