Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
29 de outubro de 2019, 21h50

Chapa de Alberto Fernández acusa Macri de adulterar listas e divulgar resultados diferentes

Frente de Todos acusa Macri de mudar informações de eleitores nas listas da eleição de domingo, impedindo muitos cidadãos de votar

Foto: Fotos Públicas/Raoni Madalena

Apesar dos resultados divulgados no domingo (27) garantirem a vitória eleitoral da Frente de Todos (FdT), de Alberto Fernández e Cristina Kirchner, em primeiro turno na Argentina, os kirchneristas desconfiaram das porcentagens divulgadas e apresentaram nesta terça-feira (29) uma denúncia de adulteração das listas eleitorais, o que impediu muitas pessoas de votarem. Além disso, os números divulgados são provisórios e podem ser alterados após a recontagem, que acontece nesta semana.

Segundo o El Destape, a FdT vai esperar os resultados definitivos para confrontá-los com votação divulgada pela empresa Smartmatic, contratada por Macri para fazer a contabilização provisória, mas acusou o governo de promover muitas irregularidades. A expectativa é que a diferença entre Fernández e Macri se amplie de 8 para 10 pontos e que isso reflita nos resultados de deputados, prefeitos e conselheiros municipais eleitos.

“Começou a chegar informação dos responsáveis pelos colégios eleitorais de que muitos cidadãos foram impedidos de votar pelos presidentes de mesa por constar nas listas um documento posterior ao que apresentavam, quando nunca haviam tramitado um novo”, diz trecho da denúncia.

A Frente afirmou que, de início, achou que era algo pontual, mas logo percebeu que o problema se repetia em locais de votação de diferentes cidades. Segundo os peronistas, isso não aconteceu nas eleições prévias, o que despertou a suspeita de uma alteração nas listas eleitorais. “Vários eleitores manifestaram que puderam votar sem nenhum problema nas eleições primarias”, afirmou.

Devido às suspeitas, a FdT pediu que a Justiça cruze as informações presentes nas listas das PASO e nas listas de domingo, para verificar se houve manobra por parte do governo Macri.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum