Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
21 de fevereiro de 2020, 06h25

Com medo de Lula, Bolsonaro exige de Guedes crescimento mínimo de 2%

Desemprego alto, crescimento baixo e dólar disparando ameaçam popularidade de Bolsonaro

Foto: Montagem/Ricardo Stuckert

De acordo com assessores presidenciais presentes, o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ) pediu ao ministro da Economia, Paulo Guedes, que a economia cresça, no mínimo, 2% em uma reunião nesta semana.

Como resposta, Guedes afirmou que será possível atingir, ou até superar, o percentual. No entanto, a resposta não tranquilizou o presidente.

De acordo com relatório Focus, divulgado pelo Banco Central na última segunda-feira (17), as projeções do mercado para a economia brasileira caíram. A expectativa de crescimento passou de 2,30% para 2,23%.

Desde o início do ano, em conversas reservadas, Bolsonaro tem demonstrado preocupação com um crescimento fraco e os indicadores econômicos neste ano.

Ele teme que, com um desempenho fraco na economia, atuais aliados no setor produtivo e no mercado financeiro se bandeiem para candidaturas de oposição para 2022, como o governador João Doria (PSDB) e o apresentador de TV Luciano Huck.

Bolsonaro teme também que o desemprego alto —em janeiro, a taxa fechou em 11% (11,6 milhões de desempregados) — e crescimento baixo, possam ser explorados por adversários políticos nas eleições municipais deste ano.

Isso poderia eleger candidatos de esquerda e dar força ao discurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, seu principal adversário político.

Com informações da Folha


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum