Contra gravidez na adolescência, Damares promove seminário com pastor do “Eu Escolhi Esperar”

Organização cristã tem como propósito "encorajar, fortalecer e orientar os solteiros cristãos a esperarem até o casamento para viverem suas experiências sexuais"

Com objetivo de prevenir a gravidez na adolescência, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, promove nesta sexta-feira (6) um seminário que estimula a abstinência sexual como “melhor método contraceptivo”. Evento acontece na Câmara dos Deputados, em preparação para a Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência, que terá início em fevereiro.

Para participar do seminário, Damares convidou como palestrante Mary Anne Mosack, presidente da Ascend, organização que se descreve como “líder no campo de Prevenção de Riscos Sexuais (Sexual Risk Avoidance)”. A instituição realiza cursos para qualificar educadores a incentivar jovens a não transar. Na visão da Ascend, a contracepção deve ser entendida como um “método secundário” de prevenção.

Também falará no evento o pastor Nelson Júnior, coordenador da organização cristã “Eu Escolhi Esperar”, que tem como propósito “encorajar, fortalecer e orientar os solteiros cristãos a esperarem até o casamento para viverem suas experiências sexuais”.

A coordenadora-geral de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente do ministério, Cecília Pita, disse que a pasta não vai abordar o uso de preservativos e outros métodos contraceptivos porque isso já é realizado com políticas da Saúde e da Educação.

“No currículo escolar já tem a previsão do ensino dos métodos contraceptivos, não é nada que a gente precise fazer. A gente entende que é preciso, sim, ter educação sexual, mas que é preciso informar sobre os benefícios de uma iniciação (sexual) tardia, e os prejuízos de uma iniciação precoce”, afirmou Cecília Pita.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.