Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
10 de dezembro de 2019, 06h39

Criadora de gado, assessora do governo Bolsonaro nega mudanças climáticas e diz que pecuaristas estão ameaçados

Em apresentação de PowerPoint ao presidente, Mariane Crespolini argumentou que "pesquisadores de credibilidade" defendem que aquecimento global não existe

Tereza Cristina e Mariane Crespolini (Reprodução/Instagram)

A diretora do Departamento de Produção Sustentável e Irrigação do Ministério da Agricultura, Mariane Crespolini, fez uma apresentação de PowerPoint ao presidente Jair Bolsonaro na manhã da última segunda-feira (9) questionando a existência das mudanças climáticas. Em sua fala, a assessora – que também é criadora de gado no Mato Grosso – mostrou que sua maior preocupação, na verdade, é a sobrevivência financeira de pecuaristas.

“E aí, presidente, mudanças climáticas existem? Acho que a gente está em uma discussão ‘radinho de pilha’. Tem muito pesquisador bom, de credibilidade, que mostra que não existe. Mas o barulho que a opinião pública e alguns jornalistas estão fazendo é quase um Rock in Rio”, ironizou Crespolini.

Não é sócio Fórum? Quer ganhar 3 livros? Então clica aqui.

Seu raciocínio com relação ao aquecimento global segue orientações da The National Future Farmers of America (FFA), organização lobista de agricultores e pecuaristas americanos. “O mundo está cheio de tópicos controversos. De fato, às vezes a única coisa com que as pessoas podem concordar é que elas discordam. As mudanças climáticas se enquadram solidamente nesta categoria”, informa a cartilha da FFA.

Em sua fala, Crespolini acrescentou que o objetivo do governo não deve ser a diminuição do efeito estufa, mas sim o aumento da produtividade dos alimentos. A assessora assumiu em abril deste ano e, na primeira quinzena de maio, ao participar de um seminário sobre desenvolvimento sustentável, voltou a mencionar a preocupação com pecuaristas.

“De cada dois pecuaristas, um vai desaparecer nos próximos dez anos”, desabafou. Ela ainda argumentou que, se em um prazo de dez ou vinte anos a arroba do gado não bater valores recordes de preço, metade dos pecuaristas brasileiros não terá sustentabilidade financeira em sua propriedade.

No Twitter, a deputada federal Sâmia Bomfim compartilhou o vídeo que mostra a assessora questionando a existência de mudanças climáticas em apresentação ao presidente. “Mais do que patético, é grave. Somos um dos países que mais serão atingidos pelo colapso ambiental. Essa gente é um perigo para o futuro do Brasil”, escreveu.

Confira:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum