Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
04 de agosto de 2019, 08h34

Dallagnol pediu a Raquel Dodge para lhe socorrer da Vaza Jato

Acuado por ter investigado o ministro Dias Toffoli, Deltan tentou, sem êxito estabelecer uma ponte com o Supremo para acalmar os ânimos. Procuradora geral lavou as mãos

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O cerco dos procuradores da Operação Lava Jato ao ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), está rendendo dores de cabeça ao procurador Deltan Dallagnol. A coluna Painel da edição deste domingo (4) da Folha de São Paulo revela que integrantes da força-tarefa da Lava Jato pediram ajuda à procuradora geral da República, Raquel Dodge. Preocupado com a dimensão que o caso tomou, Dallagnol pediu para conversar com ministros do Supremo para se explicar.

A chefe dos procuradores não levou o caso adiante e disse aos emissários de Dallagnol que tal conversa era desnecessária. Nos bastidores do Supremo, comenta-se que Dodge não tem qualquer interesse em comprar esse barulho da Lava Jato, atraindo para a PGR a fúria dos ministros do Supremo incomodados com as mensagens de Dallagnol com colegas da procuradoria e o ministro Sergio Moro (Justiça).

O lado mais fraco

Em conversas entre si, os ministros têm debatido bastante o cerco a Toffoli e sua mulher. Um deles se disse, segundo a coluna, impressionado com a falta de liturgia com que o endereço do colega foi repassado a investigadores da primeira instância pelo gabinete do então procurador geral Rodrigo Janot. Um subprocurador-geral disse à Folha que “em todas as vezes que viu a magistratura entrar em choque com a Procuradoria, foi o segundo grupo quem saiu chamuscado”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum