O que o brasileiro pensa?
07 de fevereiro de 2019, 13h35

Deputadas do PSOL-RJ pedem revogação de honraria entregue por Flávio Bolsonaro a miliciano

Flávio Bolsonaro entregou a Adriano da Nóbrega, foragido e suspeito de ligações com milícias, a medalha Tiradentes

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

As deputadas do PSOL do Rio de Janeiro Dani Monteiro, Mônica Francisco e Renata Souza apresentaram, nesta quarta-feira (6), resolução para revogar a medalha Tiradentes concedida em 2005 pelo então deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL) a Adriano da Nóbrega, PM foragido e suspeito de ligações com a milícia.

Adriano, que é ex-capitão do Bope é suspeito de chefiar o Escritório do Crime, quadrilha que pode estar envolvida com o assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. A medalha Tiradentes é a mais alta honraria concedida pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

“A Alerj precisa dar exemplo de uma casa que é transparente e que não compactua com o crime organizado. Se o Adriano Nóbrega tem relação com o Escritório do Crime, ele não pode ter dessa casa uma medalha Tiradentes que o reconhece como um cidadão digno de recebe-la. Então a gente faz esse (pedido de) revogação da medalha porque é muito importante que essa casa tenha responsabilidade com aqueles e aquelas que homenageiam. É óbvio que quem o homenageou foi Flavio Bolsonaro que possui na sua equipe familiares do próprio Adriano, então isso para a gente é muito complicado. Essa casa precisa dar respostas concretas ao que a sociedade também exige”, argumentou Renata ao Brasil de Fato.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum