Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
01 de fevereiro de 2018, 10h01

Desesperado, apresentador do Roda Viva inventa Fake News e ataca DataFolha

Augusto Nunes mente sobre agenda de Lula na Etiópia e esperneia contra resultado do Datafolha. Veja o vídeo

Augusto Nunes mente sobre agenda de Lula na Etiópia e esperneia contra resultado do Datafolha. Veja o vídeo

Da Redação*

O resultado do Datafolha divulgado nesta quarta-feira (21) que traz Lula, apesar de condenado, disparado em primeiro lugar em todos os cenários, acertou em cheio na testa de setores da grande imprensa.

Neste vídeo, o apresentador do programa Roda Viva, Augusto Nunes, aparece no programa da Jovem Pan, “Os Pingos nos Is”, ao lado de Felipe Moura Brasil e José Maria Trindade, esperneando contra artigo dos diretores do Datafolha, Mauro Paulino e Alessandro Janoni, publicado na Folha desta quarta-feira (31): “Inelegibilidade de ex-presidente Lula aprofunda crise democrática”.

No artigo, os diretores do instituto de pesquisa afirmam que “a possível inelegibilidade do ex-presidente aprofunda a crise de representação no cenário político e lança ainda mais incertezas sobre o pleito deste ano e seus desdobramentos”.

O comentário é feito sobre argumento irrefutável: “Em nenhum outro levantamento de intenção de voto para presidente já feito pelo instituto em ano eleitoral observou-se uma taxa tão elevada de brasileiros com a pretensão de votar em branco ou anular o voto. É o que acontece quando se exclui o nome de Lula da disputa”.

De acordo com Nunes e seus pares, o Datafolha “é sempre suspeito”. Ao invés de descer no assunto, o jornalista preferiu comparar Lula ao candidato Eymael e a “sua musiquinha”. Veja no vídeo.

A viagem à Etiópia

O ódio de Augusto Nunes contra Lula e o PT, além de antigo, parece turvar a sua capacidade profissional. O propalado “experiente jornalista” embarcou em uma Fake News sobre a viagem do ex-presidente. Lula iria, de acordo com Nunes, para uma reunião sobre a fome na Etiópia, país que não tem tratado de extradição com o Brasil. Uma prova definitiva de que o ex-presidente, já antevendo a condenação pelo TRF-4, planejou a fuga.

O caso pode ser lido em detalhes em nota do DCM:

Desde a semana passada, circula na internet a imagem de uma página da FAO, órgão da ONU, com as conferências regionais de 2018. A da África está prevista para se realizar entre 19 e 23 de fevereiro em Cartum, no Sudão.

A imagem é usada para sustentar a farsa de que Lula inventou que haveria uma reunião sobre a fome na Etiópia, nos dias 28 e 29 de janeiro, com o objetivo de viajar para lá e escapar da prisão.

Nos posts, o autor (ou autores) lembra que a Etiópia não tem tratado de extradição com o Brasil. Para a malta anti-Lula, era a prova definitiva de que o ex-presidente, já antevendo a condenação pelo TRF-4, planejou a fuga.

O jornalista Carlos Brickmann embarcou na onda e assumiu como verdadeira a informação, numa nota publicada em seu blog. Hoje, Augusto Nunes repercutiu a notícia no site da revista Veja, com a elegância que lhe é peculiar:

“Entre outras demonstrações de que mente mais do que respira, o ex-presidente fantasiou-se de perseguido político e lamentou a perda da oportunidade de mostrar como fez para que acabasse no Brasil a fome que continua.”

Algumas horas mais tarde, o veterano José Nêumanne Pinto entrou na ciranda e deu a notícia na TV Estadão, chamando a atenção para a experiência de Augusto e Brickmann. Ele chamou o episódio de “ A farsa etíope”

“Os experientes jornalistas Carlinhos Brickmann, em seu site Chumbo Gordo, e Augusto Nunes, na Rádio Jovem Pan e no site da Veja, deram a espantosa notícia, revelada no site da FAO, de que não havia, não há nem haverá reunião em Adis Abeba para a qual Lula teria sido convidado para falar, viajando oportunamente um dia após sua condenação pela segunda instância, ou seja, fato consumado, para a Etiópia, país com o qual o Brasil não tem acordo de extradição. A oportunosa ensancha consagra a vocação de mentiroso de Lula.”

Augusto, Brickmann e Nêumanne chefiaram grandes redações no Brasil e sabem que deveriam ter tido mais cuidado antes de divulgar uma meia verdade – meia verdade é sempre mentira completa. O site Poder 360 já havia desmontado a farsa com uma nota na segunda-feira. “São eventos diferentes”, anotou. E são mesmo.

Para se constatar, basta pesquisar, coisa que o veterano trio não fez: a notícia está em outra página da FAO – ir até ela daria um pouco mais de trabalho do que reproduzir post do facebook.

O que aconteceu na Etiópia foi um evento até mais importante do que a conferência regional. Foi a Cúpula da União Africana, a 30ª, no qual a FAO participaria para debater um dos maiores problemas do continente: a fome e a desnutrição.

Outra forma de evitar a barriga (jargão jornalístico que significa notícia falsa) era ficar atento ao que publicam os jornais. O El País divulgou domingo, em sua edição em espanhol, artigo do diretor de comunicação da FAO, Enrique Yeves, em que ele lamentou a ausência de Lula da Cúpula da União Africana.

Augusto, Brickmann e Nêumanne deram curso a um fake news – e, a essa altura, seus leitores devem estar espumando e gritando coisas como Luladrão ia fugir –, mas a chance de que recebam alguma punição por parte das empresas em que trabalham é zero. Experientes, eles sabem que, em redação da velha imprensa, o erro é permitido, desde que se erre contra o lado certo.

E, para atacar Lula, a Geni do jornalismo de guerra, vale qualquer coisa. Mas, para quem ama a verdade, fica registro: a notícia que Augusto, Brickmann e Nêumanne deram não vale um pingo de tinta ou, na linguagem moderna, um dígito da internet.

E, para finalizar: Quem é mesmo o mentiroso?

*Com informações do DCM


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum