Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
18 de julho de 2018, 08h02

Desmoralizado e sem força eleitoral, Aécio desiste do Senado por pressão de aliados

A disputa em Minas Gerais promete ser uma das mais equilibradas e emocionantes desta eleição. Mas sem Aécio, que foi esmagado pelo golpe que comandou.

Antes de ter jogado todo o seu capital político para derrubar a presidenta eleita, Dilma Rousseff, Aécio era tratado como um imperador em Minas Gerais. Sempre convidado para eventos, desfilava cercado de seguranças e amigos influentes, como Ronaldinho e Luciano Huck.

A situação mudou completamente quando foi flagrado em gravações pedindo 2 milhões de reais para Joesley Batista e se tornou réu em uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) que apura os crimes de corrupção passiva e obstrução de Justiça no episódio.

Por este motivo e pelo receio de ser derrotado novamente por Dilma Rousseff, que ganhou dele no primeiro e no segundo turno de 2014 em Minas Gerais, avisou a seus aliados que não vai tentar a reeleição ao Senado. Que será candidato a uma vaga a deputado federal para manter o foro privilegiado.

 

Sucessão em Minas Gerais

A avaliação de quem acompanha de perto a política mineira, que é uma das mais complexas do país por conta da quantidade de municípios pequenos e tamanho do estado, é que se disputasse a reeleição, Aécio inviabilizaria a candidatura ao governo do Estado de Antonio Anastasia, também senador pelo PSDB.

Ou seja, não valeria o risco disputar uma eleição difícil para o Senado e ainda prejudicar fortemente a tentativa de eleição de um aliado ao governo.

Anastasia agora busca o apoio do PMDB no estado, cujo diretório estadual sofreu nesta semana intervenção do nacional. O governador Fernando Pimentel (PT) que tem vivido enormes dificuldades financeiras à frente do executivo, principalmente por conta do boicote econômico do governo Temer, também articula para que ao menos parte dos deputados do partido lhe apoiem.

A disputa em Minas Gerais promete ser uma das mais equilibradas e emocionantes desta eleição. Mas sem Aécio, que foi esmagado pelo golpe que comandou.

 

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum