Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
20 de fevereiro de 2020, 12h12

Dilma: “Policiais armados e mascarados não são grevistas, são criminosos”

Ex-presidenta também chama atenção para a influência do governo Bolsonaro no sentimento de impunidade entre os PMs

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

A ex-presidenta Dilma Rousseff foi às redes sociais nesta quinta-feira (20) para condenar o atentado contra o senador Cid Gomes (PDT-CE) nesta quarta-feira (19). Cid foi alvejado ao tentar conter a greve dos policiais militares no Ceará. Dilma também fez críticas ao motim dos PMs e os chamou de “criminosos”.

A ex-presidenta chamou atenção para a ilegalidade da greve dos agentes e pediu para que os mesmos sejam condenados. “Repudio o atentado contra Cid Gomes. A tentativa de homicídio de um Senador da República pode levar a um ambiente de descontrole e violência não apenas no Ceará, mas no país. Policiais armados e mascarados não são grevistas, são criminosos, e como tal devem ser detidos e punidos”, escreveu a ex-presidenta no Twitter.

Nesta quarta-feira (19), um grupo de PMs declarou estar em greve ilegalmente no estado. Homens encapuzados foram vistos circulando em viaturas obrigando o fechamento de comércio e forçando as pessoas a ficarem em casa.

Em outro trecho de sua publicação, Dilma chama atenção para o amparo das autoridades federais com relação à impunidade dos PMs. “Quem atirou no Senador sentia-se amparado na autoridade federal que apoia a violência e a elogia”, disse.

“O perigo é que uma crise de autoridade nos estados, com policiais amotinados, armados e aterrorizando a população, vire ingrediente para uma situação propícia a aventuras e golpes. Seria uma grave ameaça à democracia, produzindo a instabilidade política que leva às ditaduras”, continuou.

Confira:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum