Distritão será votado em comissão da Câmara na quinta

Projeto traz mudanças nas regras eleitorais que podem valer já para 2022

A comissão especial da reforma eleitoral vai se reunir na quinta-feira (4), às 14h, para votar o relatório da deputada federal Renata Abreu (Pode-SP) sobre a Proposta de Emenda à Constituição 125/11. Abreu deve defender mudança no sistema de votação para um modelo distrital, o chamado distritão.

Segundo informações da Agência Câmara, apesar de a proposta original tratar apenas do adiamento das eleições em datas próximas a feriados, novas regras eleitorais serão incluídas no relatório da parlamentar.

Em entrevista à Rádio Câmara, Abreu defendeu o distritão, que busca substituir o modelo proporcional de votação para deputados. “A diferença para o ‘distritão’ é que a celebridade vai favorecer só ela. Com relação ao enfraquecimento de partidos, eu também discordo. Porque hoje como que um candidato escolhe um partido? Conveniência de chapa. Qual é a melhor chapa para eu me eleger? No ‘distritão’, como a chapa é indiferente, ele vai escolher por afinidade”, alegou.

A data da posse presidencial também muda, passando do dia 1º de janeiro para o dia 5. Caso a PEC seja aprovada, governadores e prefeitos passariam a ser empossados no dia 6.

O centrão tem tentado acelerar a tramitação do distritão, que foi rejeitado em 2015, quando o então presidente da Câmara, Eduardo Cunha (MDB), encampou a pauta.

Parlamentares tentaram fazer com que a reunião da comissão acontecesse antes, na noite desta quarta-feira. Um requerimento foi apresentado na terça com essa solicitação.

O pedido, inclusive, sinaliza para uma possível adesão do PCdoB e do PSB ao relatório de Abreu. Orlando Silva (PCdoB-SP), Julio Delgado (PSB-MG) e Luciano Ducci (PSB/PR) assinaram o requerimento. Questionado pela Fórum, Silva disse que o PCdoB aguarda a apresentação do relatório final para definir posição.

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Lucas Rocha é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e cursa mestrado em Políticas Públicas na FLACSO Brasil. Carioca, apaixonado por carnaval e pela América Latina, é repórter da sucursal do Rio de Janeiro da Revista Fórum e apresentador do programa Fórum Global

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR