Eduardo Cunha diz que vota em Bolsonaro contra Lula em 2022: não há “terceira via”

Ele disse ainda que se Lula saísse do PT e se filiasse a outra legenda, de centro, ganharia a eleição para a presidência em primeiro turno "sem sombra de dúvidas"

O ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, disse nesta sexta-feira (14) que, em um possível segundo turno entre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições de 2022, votaria no atual chefe do Poder Executivo. A decisão, para ele, é “óbvia”.

“Não vejo a possibilidade de outra opção crescer. Se tiver uma opção que for anti-PT que vá ganhar a eleição, eu posso até avaliar. Não voto no PT. Não quero o PT de volta para o país. Eu já vivi o PT, eu já conheci o PT e não concordo com as políticas do PT”, disse, em uma entrevista exclusiva dada à CNN Brasil.

Cunha disse ainda que se Lula saísse do Partido dos Trabalhadores e se filiasse a outra legenda, de centro, ganharia a eleição para a presidência em primeiro turno “sem sombra de dúvidas” e que é o partido que o atrapalha.

Disse, também, não acreditar em uma “terceira via”. Para ele, portanto, só existem chances para “o lado do PT” e o “lado do anti-PT”.

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.