Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
24 de janeiro de 2019, 20h40

“Eleitores de Bolsonaro talvez tenham eleito o chefe da milícia”, diz diretor de ‘Tropa de Elite’

José Padilha afirmou, em meio às polêmicas que envolvem Flávio Bolsonaro e milicianos do Rio de Janeiro, que os eleitores acharam que elegeriam o "capitão Nascimento", mas acabaram votando no "Rocha", chefe da milícia em "Tropa de Elite"

"Major Rocha", o policial miliciano em 'Tropa de Elite 2'

O cineasta José Padilha, diretor de Tropa de Elite 1 e 2, sugeriu nesta quinta-feira (24) que os apoiadores de Jair Bolsonaro e principalmente os eleitores de seu filho, Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), possam ter votado no “chefe da milícia”.

Nos últimos dias, a lembrança do filme Tropa de Elite veio à tona diante da operação do Ministério Público que prendeu policiais milicianos do Rio de Janeiro sob suspeita de envolvimento no assassinato da vereadora Marielle Franco. O assunto ganhou destaque pelas possíveis ligações de Flávio Bolsonaro com a milícia. O senador eleito empregou familiares de um dos policiais milicianos alvos da operação em seu gabinete e chegou a homenageá-los na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Tropa de Elite, por sua vez, trata justamente da presença da milícia na polícia do Rio e de seu envolvimento com o poder público.

Em entrevista à Folha de S. Paulo, Padilha disparou. “Os eleitores de Bolsonaro que acharam que estavam votando no capitão Nascimento talvez tenham votado no Rocha, o chefe da milícia”.

Sobre as relações de Flávio Bolsonaro com o ex-capitão do Bope, Adriano Nóbrega, que está foragido, o diretor disse achar “estranho” o fato de mãe e da esposa do policial terem sido empregadas no gabinete do senador eleito.

“Ele [Adriano] é considerado por muitos policiais que conheço no Bope como um policial matador e supostamente envolvido na morte de bicheiros, presidentes de escolas de samba e milicianos inimigos”, revelou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum