Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
16 de fevereiro de 2020, 18h24

Em bloco de Carnaval, Haddad fala sobre volta da censura: “A cultura sempre vai reagir”

"Não há como o obscurantismo vencer a arte", disse o ex-prefeito, que participou do bloco do Baixo Augusta neste domingo (16)

Ana Estela e Haddad (Arquivo)

O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), foi ao bloco Acadêmicos do Baixo Augusta neste domingo (16) e falou sobre a importância da resistência cultural do Carnaval em tempos de “obscurantismo” no governo de Jair Bolsonaro.

“O Carnaval de rua de São Paulo começou simultaneamente a esse recrudescimento da intolerância, da censura e da perseguição”, avaliou Haddad. “Não há como o obscurantismo vencer a arte. Não precisávamos estar passando por isso, mas no final a gente sabe quem ganha: ganha a liberdade”, continuou, em entrevista ao UOL.

“A cultura sempre vai reagir. Mesmo no auge da ditadura, muitas das mais belas canções da nossa história foram feitas nesse período”, lembrou. Haddad também celebrou a efervescência cultural das periferias, que também contam com inúmeras festas dedicadas ao Carnaval.

“Hoje nós temos uma explosão cultural, as periferias estão efervescentes. Acho que tem alguma coisa acontecendo no sentido de resistência, que é o tema do ano aqui do Baixo Augusta. Eu vim também por isso”, concluiu.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum