Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
20 de fevereiro de 2020, 07h47

Em sessão do TRT, desembargadora se diz “fãzona” de Bolsonaro e fala em “perdas profissionais para que o Brasil melhore”

Assista: Na primeira sessão do ano, após volta das férias, Olga Aida Joaquim Gomieri disse ter esperança que, com Bolsonaro, o Brasil volte a ser "potência" como na ditadura mesmo com perdas pessoais e profissionais

A desembargadora Olga Aida Joaquim Gomieri (Reprodução/Facebook)

Na volta das férias, na primeira sessão de 2019 da 1ª Câmara do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 15ª Região, em Campinas, no interior de São Paulo, realizada nesta terça-feira (18), a desembargadora Olga Aida Joaquim Gomieri, presidente da repartição, fez uma declaração a Jair Bolsonaro, de quem se diz “fãzona” e falou em “perdas profissionais” para que o Brasil volte a ser a potência de 40 anos atrás, remetendo à ditadura militar.

“Esse governo. Eu sou assim fãzona desse governo, de tudo que ele tem feito e que ainda fará. Parece que já conseguimos de 15 milhões de desempregados, baixar para 12 milhões. E em todas as áreas, o presidente Bolsonaro está fazendo brilhar. Ele está brilhando em todos os setores e nos trazendo esperança”, disse ela, sem mencionar o recorde da informalidade no mercado de trabalho, que já atinge 50% dos trabalhadores em muitos estados.

A desembargadora disse que tem “esperança” de que o Brasil volte a ser o que era antes do que ela chama de “década perdida”.

“Eu espero que o Brasil volte a ser o que era há 30, 40 anos atrás. Os senhores, a maioria, talvez nem sabe o que é isso, talvez nem tivessem nascido. Mas, o Brasil já foi uma das maiores potências do mundo, há uns 40 anos atrás. Nosso PIB era um dos maiores do mundo. Então, espero que o Brasil volte a brilhar novamente no cenário internacional. Então vamos começar o ano refletindo sobre isso?”, afirmou.

No convite, Olga ainda pediu tolerância com “perdas” pessoais e profissionais para que o Brasil “melhore”.

“E também, cada um que tiver uma perda pessoal, uma perda profissional, para que o Brasil melhore, eu acho que vale a pena. O que eu tiver que perder, o pouco que já perdi com algumas legislações, todos nós já perdemos. Eu acho que vale a pena por um Brasil melhor”, afirmou.

Assista a partir de 3 minutos e 17 segundo


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum