sábado, 19 set 2020
Publicidade

Empate em 2 a 2: STF suspende julgamento sobre venda de estatais sem aval do Congresso

O Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu, nesta quarta-feira (5), o julgamento a respeito da proibição de o governo vender empresas estatais sem autorização do Congresso. No momento em que foi interrompido, o placar apontava 2 a 2.

O julgamento, que analisa três ações diretas de inconstitucionalidade (ADI) que questionam a venda de ativos de empresas públicas pelo governo de Jair Bolsonaro, sem o aval Legislativo, será retomado nesta quinta (6).

O primeiro a votar foi o relator. O ministro Ricardo Lewandowski optou pela proibição de o governo vender estatais sem autorização do parlamento e sem licitação.

Na sequência, Alexandre de Moraes empatou, divergindo do relator e afirmando que o aval do Congresso só é necessário quando se tratar da “empresa-mãe”.

Edson Fachin acompanhou o voto do relator. O último a votar nesta quarta (5) foi Luís Roberto Barroso, que seguiu a divergência e votou contra a necessidade de aval do Legislativo para venda de empresas estatais. Faltam sete ministros votarem.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.