Fórumcast, o podcast da Fórum
15 de maio de 2019, 18h57

Ex-aluno da Economia, Weintraub é considerado “persona non grata” na FEA-USP

Declaração foi aprovada em duas assembleias da FEA-USP, cursos diurno e noturno, que reuniram mais de 350 estudantes

Foto: Pedro França/Agência Senado

Abraham Weintraub, ministro da Educação de Jair Bolsonaro, foi considerado “persona non grata” pelos estudantes dos cursos de Economia, Administração e Ciências Contábeis da FEA-USP. Weintraub é ex-aluno do curso de Economia, de acordo com informações de Lúcia Rodrigues, no Viomundo.

A decisão foi tomada em assembleia realizada pelos próprios estudantes, nesta segunda-feira (13).

Apesar de estar há pouco tempo no ministério, Weintraub já tem um histórico de gafes. Chegou a confundir o escritor tcheco Franz Kafka com o prato árabe cafta.

Em seguida, escreveu “incitar” com “s”. No entanto, o pior mesmo é o ataque que faz à educação, com o bloqueio de verbas no setor.

Todas essas ações explicam o fato de que a declaração de Weintraub como “persona non grata” na FEA-USP foi aprovada em duas assembleias (cursos diurno e noturno) que reuniram mais de 350 estudantes.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum