Fórumcast #20
16 de maio de 2019, 09h37

Ex-diretor de Redação d’O Globo destrói governo Bolsonaro e lança tese de impeachment

"Nem Temer no pior de seus dias foi tão mal", escreve Ascânio Seleme sobre o governo Bolsonaro no artigo, em que afirma ainda que "o caminho para o fracasso não poderia estar mais aberto e desimpedido"

Bolsonaro e Ascânio Seleme, do grupo Globo (Montagem)

Em um duro artigo, intitulado “Um governo que só a derrota interessa”, que foi publicado na edição desta quinta-feira (16) do jornal O Globo – o principal norteador da linha editorial dos veículos do grupo -, o colunista e ex-diretor de Redação do jornal da família Marinho, Ascânio Seleme, destruiu o governo Jair Bolsonaro e lançou a tese do impeachment.

“O perigo do isolamento de Jair Bolsonaro é real. Para quem faz tudo para parecer que somente a derrota interessa, o caminho para o fracasso não poderia estar mais aberto e desimpedido”, afirma nas linhas finais, após listar todas as “indisposições” dos cinco meses de gestão, que fez com que Bolsonaro já esteja “tomando café frio”.

“Dos eventos que tornam difícil o trabalho dos bombeiros de Brasília, o mais impressionante é o tratamento que o governo dá à educação. Primeiro, nomeou um maluco desprovido de bom senso que iniciou sua breve jornada na Esplanada dizendo que brasileiro é um ladrão canibal quando viaja ao exterior. Depois, indicou um sucessor mão de tesoura que anunciou um corte bilionário no orçamento das universidades em nome de um revanchismo cego e tolo. Nem o mais leal bolsonarista consegue entender uma medida como esta, a menos que imagine estar assim nivelando o Brasil ao seu próprio patamar. E ache isso bom”, relatou o jornalista, ressaltando que, enquanto Abraham Weintraub dava “vexame no plenário”, escolas ao redor do país pararam e foram às ruas em protesto contra o governo.

Veja também:  "Estamos vivendo o último capítulo do que não deu certo", diz Luciano Huck

“Nem Temer no pior de seus dias foi tão mal”, descreve o texto, emendando logo depois que os três filhos continuam “azucrinando” o governo e indicando que Flávio Bolsonaro pode ir para a prisão.

“O mais velho, o 01, teve seu sigilo bancário e fiscal quebrados e antes do fim do ano estará experimentando o calor abrasador do inferno, e incendiando o governo. O mimado, o 02, agora está torpedeando os ministros Onyx, Moro e Guedes, porque não suporta nenhuma sombra maior que a sua ao lado do papai. E, finalmente, o 03 disse que o Brasil deveria ter sua bomba atômica para ser levado mais a sério. Quem não pode ser levado a sério é o 03”.

Leia o artigo na íntegra


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum